sábado, 26 de dezembro de 2009

Determinismo


“…tentei, com a minha mão quente, dar-lhe um sopro de vida mas ele já estava prisioneiro da morte… fez, assim, a sua última viagem… deve ter sonhado que a morte era uma mão quente a abraçá-lo com amor…”

2 comentários:

maria teresa disse...

Que assim fosse ... para todos nós!
Abracinho

Carmem L Vilanova disse...

Quim, amigo!
Que teu Natal tenha sido de muita paz, harmonia, alegria e amor!
Estive ausente por motivo das festividades, mas ja' estou de volta!
Beijos, flores e muitos sorrisos!