quarta-feira, 21 de julho de 2010

Espelho

“…torno-me espelho de mim mesmo e a luz que em mim me toca, se reflecte no exterior do meu ser… espalho o que sou no espaço em meu redor… vejo-me diverso e dividido em milhares de partículas de luz, facto que tanto me seduz… porém, receio quebrar-me em mil pedaços e perder a magia destes meus ténues passos pelo mundo da fantasia… elejo-me mentor de mim mesmo e, sereno, torno-me pleno daquilo que sou: uma partícula apenas no meio do nada que me rodeia… mas a minha imagem, por todos os lados dividida, semeia no espaço em que me insiro tudo o que tenho por pouco que seja e eu sinto que a verdade deste louco imaginar, mais não é do que o desejo de o ser, de em mil imagens me tornar e… me dar…”

2 comentários:

Virgínia Lupinni disse...

Oi amigo, não sabia que vc possuía tão lindo blog, já me tornei sua seguidora. Muito sensível esta reflexão ESPELHO. Às vezes tenho medo de me encarar nele.
Bjs doces.
V.L.

Rosário disse...

"elejo-me mentor de mim mesmo e, sereno, torno-me pleno daquilo que sou: uma partícula apenas no meio do nada que me rodeia…" - Isto é de uma beleza extraordinária!...e tão verdadeiro.... bjo